"

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Jumentos confinados em Euclides da Cunha podem não aguentar espera por medidas legais

Redação Ednilson DRT-BA : 6200, quarta-feira, fevereiro 13, 2019 por Ricardo de Souza


Os jumentos maltratados na Fazenda Santa Isabel, situada às margens da BR-116, próximo a Euclides da Cunha, continuam morrendo em larga escala. Já são cerca de 300 animais que não conseguiram aguentar a falta de água e a comida insuficiente. Depois das denúncias saírem na imprensa, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) começou a realizar exames nos jumentos, mas como a quantidade de animais vivos ainda é grande, o trabalho é demorado e eles podem não aguentar os próximos dias. 

“A comida tem sido insuficiente e os animais não têm tomado a água na fonte por causa do mau cheiro dos cadáveres e dos diversos urubus. O calor está muito forte e os sobreviventes estão muito magros. Eles não irão aguentar mais dias nessa situação. Todos morrerão de sede”, avisa o médico veterinário e vereador de Euclides da Cunha, Del Lima. 

Enquanto a ADAB coleta o sangue dos mais de 700 jumentos sobreviventes, a fazenda está interditada e nenhum animal pode entrar ou sair. O órgão multou em mais de R$ 40 mil os dois chineses responsáveis pelos bichos, já que realizaram o transporte dos jumentos de forma ilegal.

Depois de um acordo coordenado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), os jumentos serão tutelados por protetores de animais que pretendem colocá-los para adoção, assim que estiverem bem de saúde. O problema é quando eles ficarão bem. Assinou um acordo como fiel depositário dos jumentos o Fórum Nacional de Proteção Animal, instituição com sede em São Paulo e da qual participam diversas ONGs de proteção aos direitos dos animais.

Comentários: "Jumentos confinados em Euclides da Cunha podem não aguentar espera por medidas legais"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...