"

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Com dívida de R$ 3,8 milhões, PT revê viagens e reduz salário de integrantes do Diretório Nacional

Redação Ednilson DRT-BA : 6200, sexta-feira, dezembro 14, 2018 por Ricardo de Souza

O PT (Partido dos Trabalhadores) anunciou nesta quinta-feira (13) que fará ajustes nas contas da legenda. Entre as medidas anunciadas estão a revisão dos salários dos integrantes do Diretório Nacional e a suspensão do pagamento de viagens de filiados entre dezembro deste ano e janeiro de 2019. A campanha presidencial de Fernando Haddad deixou para o partido uma dívida de R$ 3,8 milhões. “As reservas financeiras mantidas pelo PT esgotaram-se nas campanhas de 2018, em especial na campanha presidencial”, diz comunicado assinado pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e pelo tesoureiro do partido, Emídio de Souza. No texto, a sigla avalia que o Fundo Partidário “tem se mostrado insuficiente“. O PT deve receber em 2019 cerca de R$ 97 milhões do Fundo, a segunda maior quantia, perdendo apenas para o PSL, que receberá cerca R$ 110 milhões. A distribuição do recurso leva em conta a eleição de deputados federais. Apesar do partido de Bolsonaro ter elegido menos deputados que o PT, ele obteve 1 número maior de votos na eleição para a Câmara. O PT também reduzirá contratos de aluguéis com prédios que servem à legenda e criará 1 conjunto de regras de controle interno e externo que serão apresentadas na próxima reunião Comissão Executiva Nacional. Além de cortar despesas, o partido vai lançar campanhas com pedidos de doação nas redes sociais.

Comentários: "Com dívida de R$ 3,8 milhões, PT revê viagens e reduz salário de integrantes do Diretório Nacional"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...