O gerente de uma agência bancária da cidade de Paulo Afonso, norte da Bahia, foi mantido refém entre o início da noite de terça-feira (4) e a manhã desta quarta (5). Ele teve artefatos presos ao corpo durante a ação. A polícia investiga se eram explosivos. De acordo com a Polícia Militar, a esposa e os quatro filhos dele também foram rendidos. As vítimas foram liberadas por volta do meio-dia. O homem foi abordado por dois suspeitos quando chegava em casa, no bairro Clériston Andrade, por volta das 18h30. À polícia, o gerente contou que um terceiro homem chegou depois da abordagem. O gerente contou à polícia que os suspeitos falaram que não iam machucar ele e os familiares, e queriam apenas o dinheiro do banco. O gerente e a família ficaram juntos até às 3h desta quarta, quando a quadrilha resolveu separá-los. Conforme a PM, a esposa e os filhos do gerente foram levados para um local desconhecido, enquanto ele foi levado para a agência por outros criminosos, para fazer o saque de um valor estipulado pela quadrilha. No entanto, o gerente não conseguiu abrir o cofre e os bandidos fugiram sem levar o dinheiro. Em seguida, os familiares do funcionário do banco também foram liberados. Eles não tiveram ferimentos. A polícia informou que os artefatos que estavam presos ao corpo do gerente foram retirados por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), com segurança.