"

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Fugitivo se entrega à polícia dois meses após fuga de carceragem em Alagoinhas

Redação Ednilson DRT-BA : 6200, terça-feira, agosto 07, 2018 por Ricardo de Souza



Um dos onze presos que fugiram da carceragem da delegacia de Alagoinhas há dois meses, se entregou na manhã desta segunda-feira (6). De acordo com a Polícia Civil, outros nove foragidos são procurados.

Segundo informações da Polícia Civil, Jeferson Carvalho de Santana, de 19 anos, se apresentou na companhia da mãe, que afirmou que ele apareceu em casa e pediu ajuda para a família. Conforme a Polícia Civil, Jeferson foi preso há cerca de seis meses, acusado de roubo. Diligências estão sendo realizadas para recapturar os fugitivos.

Fuga - No momento do banho de sol, os policiais notaram que os cadeados de duas celas estavam quebrados e perceberam uma corda "tereza" nos fundos do prédio. Um dos fugitivos foi recapturado.

Segundo a polícia, entre os foragidos, está Willsmar Almeida Borges, que estava preso por ser suspeito de roubar e matar o adolescente de 17 anos, Luiz Guilherme Santos Bispo.

Transferência - Trinta presos foram transferidos da carceragem da Delegacia de Alagoinhas, que fica a 120 km de Salvador, no dia 1º de agosto. A transferência foi feita na mesma semana em que ocorreu a fuga de dois detentos e um motim após as visitas serem suspensas na unidade.

Segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), o local para onde os presos foram levados não foi divulgado por questão de segurança. Vinte oito homens e duas mulheres foram transferidos em nove viaturas. Após a transferência, 30 presos seguem custodiados na delegacia, que tem capacidade máxima para 38.

A Justiça da Bahia determinou, no dia 21 de julho, que alguns presos custodiados na carceragem da Polícia Civil em Alagoinhas sejam transferidos para outras unidades prisionais, para evitar superlotação no local.

A carceragem de Alagoinhas possui capacidade para 38 presos, mas, conforme o Ministério Público, costuma abrigar cerca de 100 detentos. O número equivale a uma superlotação de 62 presos. Nesta segunda, de acordo com a Coorpin, havia 62 presos no local. Com a fuga, ficaram 60.

Além disso, segundo o órgão, a unidade também possui “péssimas” condições estruturais e sanitárias. Por conta disso, a decisão determina, ainda, que a carceragem seja reformada.

Em nota, a Polícia Civil informou que já existe programação para obra da unidade policial. No entanto, o período em que a reforma será feita não foi divulgado.


Comentários: "Fugitivo se entrega à polícia dois meses após fuga de carceragem em Alagoinhas"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...