quinta-feira, 6 de abril de 2017

Mais de 200 mil crianças e adolescentes da Bahia não estudam

Redação Ednilson DRT-BA : 6200, quinta-feira, abril 06, 2017 por Ricardo de Souza

Se a Educação na Bahia fosse uma aluna, ela estaria reprovada. E isso não é exclusividade de uma rede ou de outra – mas como um todo. Por aqui, ainda não alcançamos as metas do movimento Todos Pela Educação (TPE), fundado em 2006 para garantir Educação de qualidade no país a todas as crianças e jovens até 2022.

No relatório bienal divulgado hoje, o estado fica aquém dos resultados desejados nas duas metas avaliadas – a Meta 1, que prevê que toda criança e jovem de 4 a 17 anos esteja na escola; e a Meta 4, que define que todo jovem de 19 deve ter concluído o Ensino Médio. A metodologia analisa os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) de 2015. A Bahia está abaixo a média brasileira em todos os indicadores, mas a situação do país é também crítica: o Brasil não atingiu nenhuma meta.

Hoje, 94% dos baianos de 4 a 17 anos estão na escola. Só que, para chegar a 100% em 2022, o índice deveria ter chegado a pelo menos 96,2% em 2015. Isso interfere diretamente na meta 4. Para ser cumprida, atualmente, o número de alunos que concluiu o Ensino Fundamental aos 16 anos em 2015 deveria ter sido de 84,2% - mas foi de 62,3%. Nas condições ideais, a Bahia teria 67,6% de concluintes do Ensino Médio com idades até 19 anos, mas tem 47,4%.

Para o gerente-geral do movimento TPE, Olavo Nogueira Filho, os dados revelam duas coisas. Primeiro, que a questão do acesso à escola não foi superada, como defendem alguns especialistas. Na Bahia, 211 mil crianças e adolescentes de 4 a 17 anos não estudam.

Depois, vem a qualidade – que, para Olavo, precisa ser relacionada à falta de acesso. “Os mecanismos até hoje existentes mostram desgaste ou, mais que isso, começam a indicar que, para que a gente consiga incluir todos os alunos, principalmente no Ensino Médio, precisamos discutir qualidade de maneira enfática”.

Comentários: "Mais de 200 mil crianças e adolescentes da Bahia não estudam"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...